Indicadores Zootécnicos para Seleção de Matrizes

Atualizado: Mai 11

No episódio 7 do podcast nós já aprendemos sobre a taxa de desmama que é um excelente indicador usado na fase de cria. Só para relembrar ele define a quantidade de bezerros desmamados em relação ao número de vacas que foram expostas à reprodução. Mas hoje nós vamos conhecer outros índices que podem ser calculados e auxiliar o produtor a mensurar a eficiência das vacas.

Sabe-se que as características reprodutivas são até 5 vezes mais importantes, do ponto de vista econômico, do que o desempenho produtivo dos animais. Por esse motivo vamos começar com os indicadores relacionados à reprodução.

Taxa de prenhez: quantidade de vacas prenhes no final da estação de monta em relação ao total de vacas aptas na fazenda.

Esse indicador verifica o potencial genético das matrizes sob a ótica da reprodução, mas também a eficiência de manejo, sanidade e nutrição, pois se a fazenda está inseminando um percentual baixo de vacas aptas há algum problema nos pilares da produção que precisa ser sanado.

Perda pré-parto (Fundo de maternidade):

((total de fêmeas prenhes no DG – total de bezerros nascidos)/total de fêmeas prenhes no DG) *100

Mede a diferença entre as fêmeas diagnosticadas como prenhes e o resultado das que realmente pariram. Na literatura encontramos uma referência desse indicador de 4%, ou seja, até esse percentual seria normal a taxa de perdas pré-parto na fazenda. Porém, atualmente, não é difícil encontrar fazendas com taxas próximas a 10%. As causas para essas perdas são inúmeras e poderíamos fazer um podcast somente sobre esse assunto, mas é importante mensurar o indicador, compará-lo e investigar possíveis causas se o número for considerado alto.

Peso aos 120 dias: Mensura a média de peso dos bezerros aos 120 dias de idade.

Até os 4 meses de vida podemos considerar que a maior parte do desempenho do bezerro está relacionada ao consumo do leite materno, sendo assim vacas com maior potencial produtivo originam bezerros mais pesados nessa fase. É o indicador usado para estimar a habilidade materna da fêmea de corte.

Relação de desmame: peso médio do bezerro no dia do desmame em relação ao peso médio da vaca no dia do desmame.

Avalia a capacidade de produção das matrizes e orienta o tamanho delas. Considera-se ideal que a vaca desmama um bezerro que seja pelo menos 50% do seu peso.

Produtividade acumulada: (total de bezerros desmamados x peso médio de desmama) / total de matrizes que foram expostas à reprodução.

É um indicador semelhante à taxa de desmame, porém aqui além da eficiência reprodutiva e sanitária se considera também a eficiência de produção ou genética. É o principal indicador na fase de cria e para avaliar quais são as melhores e piores matrizes da fazenda. Segundo referência do Instituto Inttegra (2019) fazendas com menos de 150 Kg de bezerro desmamado por vaca exposta não tem lucro e as mais rentáveis possuem esse indicador acima de 164 kg.


Vários indicadores podem ser utilizados na seleção das matrizes de corte, citamos hoje 5 muito relevantes. Para utilizar esses indicadores é importante ter uma eficiente coleta de dados juntamente com um gestor/consultor experiente, que será capaz de transformar esses números em parâmetros no processo de decisão da seleção das vacas do plantel.


Referências

EL-MEMARI NETO, ANTONIO CHAKER. Como ganhar dinheiro na pecuária: os segredos da gestão descomplicada. 1º edição. Edição do autor. Maringá, PR. 2019.



2 visualizações
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon

 (19)9 7124.1095 | (19)9 9620.2366


ciclorural@gmail.com

São João da Boa Vista/SP

© 2020 Ciclo Rural.