Boi 777

O nome sugere que o animal ganhe 7 arrobas em cada etapa de desenvolvimento, ou seja, na cria, sendo desmamado com cerca de 210 Kg, na recria, atingindo 420 Kg e chegue ao abate com 630 Kg aos 2 anos de idade.

Essa estrutura não vai se adequar para todos os pecuaristas, como vocês já devem estar cansados de me ouvir falar, não existe fórmula perfeita. Cada empresa rural é única e deve ajustar as tecnologias ao seu planejamento estratégico. Esse, que deve ser realizado levando em consideração a visão de futuro da empresa, seus objetivos e metas, sempre pensando no mercado consumidor, capacidade de investimento e nível tecnológico adotado.

Portanto, mais importante do que executar o boi 777 é ter sempre em mente as metas de ganho em cada fase da vida do animal, coletando dados e transformando-os em ações. O que eu quero dizer com isso? Se a média ao desmame da fazenda foi 8 arrobas e seu objetivo final é abater a boiada com 21, significa que os animais devem ganhar 13 arrobas nas etapas seguintes (recria e terminação). Seguindo o raciocínio, se os garrotes chegaram no final da recria pesando 14 arrobas, ainda terão que engordar 7 na engorda para chegar aos 630 Kg.

1. Primeiro passo: 7 arrobas no desmame

Desmamar os bezerros aos 7, 8 meses de idade com 210 kg não é uma tarefa tão difícil, basta planejamento, garantindo que as matrizes tenham boa disponibilidade de alimento o ano todo, que o manejo sanitário funcione de acordo com as indicações veterinárias e, se possível, oferecer uma suplementação específica para os animais na fase de aleitamento, conhecida como creep-feeding, ofertada desde a segunda semana de vida do bezerro ela auxilia a maturação do rúmen, possibilitando pesos ao desmame maiores.

2. Segundo passo: 7 arrobas na recria

A maior fase no ciclo de vida do animal pode durar de 6 a 24 meses, dependendo do nível tecnológico adotado na fazenda. Normalmente a recria é feita totalmente a pasto no Brasil, fazendo com que o Ganho Médio Diário (GMD) dependa exclusivamente da quantidade e qualidade das forrageiras. No entanto, no período seco do ano, com escassez de chuvas, temperaturas mais baixas e menor incidência solar as plantas produzem menos e os animais terminam perdendo peso, gerando o conhecido “efeito sanfona”, o boi que engorda no verão e perde peso no inverno, esticando a duração da recria.

Para evitar esse efeito a metodologia do boi 777 indica uma suplementação proteica de baixo consumo durante a seca e, se possível, uma suplementação proteico-energética durante as águas, encurtando a recria em até 1 ano.

3. Último passo: 7 arrobas na terminação

Na terminação o animal também deve ganhar 7 arrobas, porém, nessa fase, além de engordar também deve depositar gordura na carcaça, o famoso acabamento, que dificilmente é conseguido a pasto em um período curto. Portanto, na terminação é imprescindível o fornecimento de dieta concentrada, rica em energia e proteína, no cocho, seja em sistema confinado ou semi confinado.

O Boi 777, quando bem planejado e executado pode reduzir a idade ao abate dos bovinos, aumentando o giro de caixa da fazenda, entregando ao frigorífico carcaças de melhor qualidade e trazendo benefícios inclusive ao meio ambiente, pois diminui a emissão de gás metano por quilograma de carne produzida.


0 visualização
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

 (19)9 7124.1095 | (19)9 9620.2366


ciclorural@gmail.com

São João da Boa Vista/SP

© 2020 Ciclo Rural.